Prazer e sofrimento em trabalhadores da atenção primária à saúde do Brasil

Palabras clave: Prazer, Estresse Psicológico, Atenção Primária à Saúde, Saúde do Trabalhador

Resumen

Introdução: A avaliação dos indicadores de prazer e sofrimento em trabalhadores da Atenção Primária à Saúde se torna relevante em decorrência à complexidade do trabalho multiprofissional e ao vínculo estreito entre a comunidade e equipe. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar os indicadores de prazer e sofrimento em trabalhadores da Atenção Primária à Saúde de um município do Sul do Brasil. Materiais e Métodos: Estudo transversal realizado com 218 trabalhadores em 34 unidades da Atenção Primária à Saúde. A coleta de dados ocorreu de março a agosto de 2015, por meio da Escala de Indicadores de Prazer-Sofrimento no Trabalho. Para análise dos dados, utilizou-se estatística descritiva e testes de associação. Resultados: Os fatores indicadores de sofrimento, esgotamento profissional e falta de reconhecimento foram avaliados como críticos, e os de prazer, realização profissional classificado como crítico e liberdade de expressão como satisfatória. Dentre esses fatores indicadores, apresentaram maiores médias: orgulho do que faço, solidariedade com os colegas, estresse e indignação com o trabalho. Discussão: Os trabalhadores estão satisfeitos e orgulhosos com o trabalho e se sentem livres em expor seus pensamentos e ideias com a equipe, porém esgotados e pouco reconhecidos pelas ações que realizam. Conclusões: Pode-se concluir que o esgotamento profissional, estresse, indignação e a falta de reconhecimento são indicadores de sofrimento no trabalho. A liberdade de expressão, orgulho do que faz e solidariedade com os colegas são fontes de prazer.

Como citar este artigo: Dalmolin GL, Lanes TC, Magnago ACS, Setti C, Bresolin JZ, Speroni KS. Prazer e sofrimento em trabalhadores da atenção primária à saúde do Brasil. Rev Cuid. 2020; 11(1): e851. http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.851

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Graziele de Lima Dalmolin, Universidade Federal de Santa Maria
Enfermeira. Mestranda em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Maria. Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Santa Maria, RS, Brasil.
Taís Carpes Lanes, Universidade Federal de Santa Maria
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Mestranda em Enfermagem.
Ana Carolina de Souza Magnago, Universidade Federal de Santa Maria
Departamento de Psicologia. Graduado em Psicologia.
Caroline Setti, Universidade Federal de Santa Maria
Departamento de Enfermagem. Doença
Julia Zancan Bresolin, Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Mestre em Enfermagem.

Katiane Sefrin Speroni, Universidade Federal de Santa Maria
Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Mestre em Enfermagem.
Publicado
2019-12-19
Cómo citar
1.
de Lima Dalmolin G, Carpes Lanes T, de Souza Magnago AC, Setti C, Zancan Bresolin J, Sefrin Speroni K. Prazer e sofrimento em trabalhadores da atenção primária à saúde do Brasil. Rev Cuid [Internet]. 19 de diciembre de 2019 [citado 6 de abril de 2020];11(1). Disponible en: https://revistacuidarte.udes.edu.co/index.php/cuidarte/article/view/851
Sección
Artículos de Investigación